Home Blog Page 4

Certificado de Reservista

0
Certificado de Reservista - Como obter, para que serve, e muito mais
Certificado de Reservista - Como obter, para que serve, e muito mais

Quando chega aos 18 anos, muitos jovens estão cheios de dúvida sobre os documentos que são necessários a partir dessa idade. Embora anualmente seja transmitido vários comerciais televisivos a respeito do certificado de reservista, muitos ainda têm dúvida sobre do que se trata e também as consequências de não fazer seu certificado de reservista. Então, você faz parte deste grupo de pessoas? Leia este artigo abaixo e informe-se completamente sobre este documento tão essencial.

"<yoastmark

O que é o Certificado de Reservista?

O certificado de reservista é um documento no qual é fornecido para todas as pessoas que realizou o alistamento militar. Em questão, o alistamento militar é uma obrigação que todos os brasileiros com mais de 18 anos devem fazer. É um exercício de cidadania e amor à sua Pátria.

O brasileiro só tem acesso ao certificado de reservista assim que termina suas obrigações com seu ofício de atividade ao Serviço Militar. Ele também é fornecido as pessoas que foram dispensadas do exercício militar.

Para que Serve o Certificado

O certificado de reservista tem o objetivo de atestar que aquela determinada pessoa prestou serviços militares em instituições como Marinha, Aeronáutica e Exército. Ele também possui a função de informar caso o cidadão foi dispensado das atividades militares. É um documento que afirma que o cidadão em questão cumpriu seu papel como defensor e amante de Pátria.

Segunda Via do Certificado de Reservista

Caso você tenha o seu certificado perdido, roubado, extraviado, poderá emitir a segunda via do mesmo. A emissão da 2ª via pode ser feita na Junta e Serviço Militar da sua região ou município.

Para solicitar a segunda via, você precisará de alguns documentos, como:

  • Cópia do RG do cidadão, ou certidão de nascimento ou casamento. Será obrigatório a apresentação do original para comprovação na Junta;
  • Fotografia 3×4 recente, não precisa estar datada;
  • Cópia do guia de pagamento da taxa de emissão da segunda via do certificado de reservista.

Como Obter Certificado de Reservista

Para fazer o seu certificado, o cidadão deve ir até a Junta de Serviço Militar de sua cidade. Provavelmente, essa junta pode ter uma sede própria, no entanto, em algumas cidades ela está alocada na prefeitura. Por isso, é preciso que se informe antes para não dar uma viagem perdida.

A emissão da 1º via do certificado de reservista é totalmente gratuita. Apenas na emissão da 2º via que é exigido o pagamento de uma determinada taxa, consideravelmente pequena.

O que acontece se não apresentar o certificado

O cidadão que não retirar o seu certificado de reservista pode ficar inapto à determinadas atividades. Algumas delas estaremos expondo abaixo:

  • Fazer provas ou matrícula em qualquer instituição de ensino;
  • Exercer atividade numa empresa que dependa da autorização do Governo Municipal, Estadual ou Federal;
  • Assinar algum contrato com Governo Municipal, Estadual ou Federal;
  • Matricular-se em um concurso público para cargos públicos;
  • Emitir seu passaporte ou também prorrogar sua atividade;
  • Receber favor ou prêmio do Governo Municipal, Estadual ou Federal.

Portanto, caso esteja próximo de exercer algumas dessas atividades, procure o mais rápido possível uma Junta Militar para que faça a emissão de seu certificado. Fazendo este simples documento, o cidadão pode se livrar de diversos problemas futuros.

CND INSS 2020

0

Também conhecida como Certidão Negativa de Débitos, a CND INSS é um documento emitido pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e tem como objetivo comprovar que uma pessoa não possui débitos ou pendências de contribuições previdenciárias e as inscrições em dívidas ativas do INSS. A CND INSS só é emitida se não houver débitos e possui, como prazo de validade, o período de 180 dias que são contados a partir da data de emissão. E o documento pode ser solicitado por pessoas jurídicas ou pessoas físicas, através da internet ou então em uma agência do INSS, ou mesmo da Receita Federal.

CND INSS
CND INSS

Como Emitir a Certidão Negativa INSS – CND INSS

Para emitir a CND INSS é preciso:

  • Acessar o seguinte link (http://www.tst.jus.br/certidao).
  • Logo você deverá selecionar a opção “emitir certidão”;
  • Em seguida abrirá uma nova janela, e então você precisará informar somente o número do CPF ou CNPJ;
  • Clique na opção “não sou um robô”;
  • Por fim, selecione a opção “emitir certidão”;
  • Pronto, você terá acesso a mesma.

Em poucos instantes a CND será emitida na tela. Mas se tiver alguma pendência, o sistema irá apresentar uma mensagem onde comunicará que a emissão não poderá ser realizada. Neste caso, será preciso consultar para saber quais são as pendências e fazer a regularização para assim poder emitir a Certidão.

Segunda Via CND INSS

Se você precisar poderá pedir a Segunda Via da CND. Para isso, é só:

VEJA TAMBÉM:

Qual a Diferença entre CND e CPD INSS?

Como já havia dito, a CND é a Certidão Negativa que demonstra que o consultado não possui pendências com o INSS.

Já o CPD- EN (Certidão Positiva Negativa com Efeitos de Negativa) é voltada para aqueles casos em que exista débito de uma empresa e que consegue comprovar a sua suspensão de forma exigível.

Quando a CND INSS é Solicitada?

Como se sabe, a CND INSS comprova a Receita que você não possui dívidas junto a contribuição previdenciária. Veja abaixo quando a certidão pode ser solicitada a você:

  • No processo de requisição para indenização do INSS;
  • No processo de revalidação de registro de imóveis;
  • Para alienação ou oneração de bens;
  • No processo de abertura de empresa;
  • Para concessão de crédito rural;
  • Quando você da entrada na documentação para aposentadoria.

Qual o Objetivo de Obter a Certidão Negativa INSS?

Além de poder verificar a situação do contribuinte junto ao INSS, a Certidão é requisitada para se adquirir a aposentadoria e a indenização da autarquia. Com a CND todo o processo burocrático passa a ser mais rápido e tanto o empregador, quanto o trabalhador (que almeja se aposentar) se sentem mais seguros.

Por outro lado, a CND também pode ser solicitada para os tributos administrativos federais da Secretaria da Receita Federal e para a Certidão Conjunta da Procuradoria da Fazenda Nacional.

De toda forma, é importante que o contribuinte pague corretamente a sua contribuição mensal ao INSS para, garantir o direito a aposentadoria.

Segunda Via RG

0

Segunda Via RG – O RG, também conhecido como carteira de identidade ou Registro Geral, é o documento mais importante que o brasileiro tem, até ele complementar 18 anos e talvez tirar uma carteira de habilitação ou com 16 anos se tornar jovem aprendiz e ter uma carteira de trabalho.

Por isso, andar sempre com o RG é de fundamental importância, pois, caso ocorra algo com você, o RG é que vai indicar informações importantes como o seu nome, sua idade e o nomes dos seus pais, para que em uma emergência, se consiga entrar em contato. Por isso, caso você tenha seu documento extraviado ou roubado, é fundamental proceder buscando imediatamente a Segunda Via RG.

"Segunda

Por tudo isso, quando alguém perde ou tem o RG roubado, é de fundamental importância tirar a segunda via. Nesse texto, iremos explicar passo a passo como tirar a Segunda Via RG, seu preço, tempo, enfim, todas as informações, confiram comigo.

Qual a validade do RG?

Diferente de outros documentos, como a CNH, a carteira de identidade não possui prazo de validade inscrito no documento. Apesar disso, o RG possui sim validade, de 10 anos após a emissão.

Após 10 anos, a identidade ainda serve como documento de identificação, mas deixa e valer para alguns propósitos. Por exemplo, como substituta do passaporte para viagens para países do Mercosul.

Fazer um BO na Polícia Civil

Antes de qualquer outro passo a ser tomado, quando se perde ou se tem o RG roubado, é necessário ir até a polícia civil fazer um boletim de ocorrência (BO), assim, você vai avisar para a polícia que alguém possa estar usando o seu documento e corre menos risco de ter o nome falsificado ou aplicado em golpes.

Agendar sua Consulta

Antigamente, quem precisava tirar a segunda via do RG, tinha que ir para a polícia Civil, fazer um requerimento e demorava dias até o documento ser expedido.

Atualmente, é tudo muito mais fácil, basta agendar no site do Poupatempo a opção 2ª via da identidade. Para assim, no dia e horário marcado você ir ao Poupatempo, sem precisar pegar nenhum fila e nem ficar esperando horas até ser atendido.

Você pode optar por consultar através do TudoFácil ou então outro órgão de documentação.

VEJA TAMBÉM:

Como Emitir a 2ª via do RG?

Tirando casos de roubo, você deverá realizar o pagamento de uma taxa de aquisição para a segunda via do RG. Dependendo o estado, o RG é emitido de diferentes formas, confira:

  • Rio Grande do Sul: TudoFácil;
  • Rio de Janeiro e São Paulo: Poupatempo;
  • Demais Estados: Polícia Civil.

Documentos Necessários para Segunda Via RG

Depois de marcar a sua ida ao Poupatempo, chegou a hora de conferir quais são os documentos necessários para expedir a segunda via do seu RG. O primeiro é o seu BO, o qual, vai fazer com que sua 2ª via RG seja de graça.

  • Caso você não tenha nenhuma BO, o preço para criar a segunda via será de R$ 22,32. Caso você queira que o seu RG seja entregue em casa e não precise voltar ao Poupatempo para retirá-lo, será cobrada uma taxa do Sedex no valor de R$ 12,33.
  • Para tirar a Segunda Via RG você deve levar duas fotos 3×4, mais a sua certidão de nascimento e caso seja casado, sua certidão de casamento, a qual, comprove sua mudança de nome.
  • Além disso, deve-se levar também o seu CPF. Para que o número desse documento seja incluído na segunda via da sua identidade.

O tempo para que a segunda via fique pronto é de até 10 dias úteis. Mas, normalmente, ele é feito de maneira mais rápida, para facilitar a vida dos cidadãos.

Jornada de Trabalho – Horas semanais, mensais e Mudanças da Reforma Trabalhista

0
Jornada de Trabalho
Jornada de Trabalho

O início de uma nova posição numa empresa é sempre marcado de empolgação.  No entanto, profissionais devotos devem saber gerir essa emoção e procurar conhecer aspetos importantes do seu emprego, como é o caso da Jornada de Trabalho.

Não deixe de conferir os próximos tópicos deste post e saiba como o tempo de trabalho é tratado pela CLT.

Jornada de Trabalho
Jornada de Trabalho

Tempo de Trabalho CLT

Todos os empregados que assinam um contrato de trabalho regido pela CLT observam uma jornada padronizada consoante a sua modalidade de trabalho.

Sendo que essa jornada é basicamente o período que o trabalhador fica à disposição da empresa, e por lei o tempo de trabalho não deve ultrapassar 8 horas de trabalho diário ou 44 horas semanais.

Das 44 horas semanais estabelecidas por lei para a jornada de trabalho, somente 40 são consumidas. Deste modo, as restantes 4 horas são distribuídas aos sábados ou podem ser compensados em 48 minutos diários.

Lembrando que esse período alocado a jornada de trabalho não inclui o tempo de refeição.

VEJA TAMBÉM:

Jornada de 6 HORAS

A jornada de trabalho tem as suas particularidades dependendo da modalidade de trabalho, e o caso dos estagiários é um exemplo disso. Nessa modalidade o tempo de trabalho compreende somente 6 horas diárias e um total de 30 horas semanais.

Esta carga horaria é aplicada a estagiários que estão frequentando o ensino superior, da educação profissional de nível médio e do ensino médio regular.

Agora, no caso de estagiários que são estudantes de educação especial e dos anos finais do ensino fundamental na modalidade profissional de educação de jovens e adultos, o tempo de trabalho reduz para somente 4 horas diárias, o que completa 20 horas semanais.

Jornada de Trabalho SEMANAL

A constituição da república de 1998 estabeleceu que a jornada de trabalho não pode ultrapassar 8 horas diárias e 44 horas semanais.

Incluindo as horas extras, o tempo de trabalho semanal e diário pode ser maior, no entanto há que lembrar que as horas extras não podem exceder duas horas diárias, exceto quando se informa a DRT, onde se tolera um acrescimento as horas extras até o limite de 12 horas diárias.

Confira abaixo a jornada de trabalho semanal para as diferentes modalidades de trabalho:

Horas diárias Horas semanais
8 horas de segunda a sexta + 4 horas nos sábados 44
6 horas de segunda a sexta 30
12 horas de segunda a sexta 36
4 horas diárias 20

Jornada de Trabalho MENSAL

Considerando o tempo de trabalho padrão de 8 horas diárias imposto pela CLT, a jornada de trabalho mensal contabiliza 220 horas (44 horas semanais x 5). Confira abaixo o tempo de trabalho mensal para as diferentes modalidades de trabalho:

Horas diárias Horas mensais
8 horas de segunda a sexta + 4 horas nos sábados 220
6 horas de segunda a sexta 150
12 horas de segunda a sexta 180
4 horas diárias 100

Jornada de Trabalho Reforma Trabalhista – Como Ficou

Com a reforma trabalhista algumas cláusulas referentes a jornada de trabalho foram alteradas na CLT, como é o caso da carga horaria diária que agora pode ser de até 12 horas desde que haja em seguida 36 horas de descanso. Isso representa uma adição de 4 horas ao limite que antes era observado.

A reforma também trouxe uma mudança em relação as horas “in itinere” ou o tempo que o empregado leva para se deslocar ao local de trabalho. Sendo que esse período não é mais parte do tempo de trabalho, mesmo que a empresa ofereça transporte para o deslocamento.

Calendário OAB 2020: Datas das Provas OAB, Edital

0
OAB
OAB

Todos os anos a OAB divulga seu calendário de eventos nos quais se destacam as provas da OAB, em que milhares de bacharéis de direito se inscrevem todos os anos em busca de seu registro profissional CNA OAB. Nesse ano, as provas da Ordem Nacional dos Advogados, juntamente com outros eventos importantes da ordem foram unidas no Calendário OAB 2020, divulgado pela instituição com intuito de informar as datas dos eventos mais importantes da OAB.

O evento que mais tem destaque no calendário OAB 2020 são os exames unificados da OAB, em que se candidatam os bacharéis para ter registro na Ordem dos Advogados. É conhecida por ser uma prova que exige alto grau em conhecimentos, e com um alto índice de reprovação, justamente para selecionar aqueles profissionais mais aptos para seguir na carreira do direito.

OAB
OAB

Calendário OAB 2020 – Exames da Ordem

Em 2020, o primeiro edital para prova da Ordem foi divulgado em Janeiro, no dia 23. O exame foi o 16º Exame da Ordem desde que os diversos blocos de cada estado resolveram unificar a prova para os candidatos a carreira de direito.

O edital para o 18º exame da Ordem dos Advogados do Brasil foi divulgado em Primeiro de Junho desse ano, e as inscrições para a prova se encerraram no dia quatorze. A Prova da OAB ocorreu no dia dezenove de Julho e a segunda fase da prova, que envolve a prática profissional ocorrerá no dia 13 de Setembro.

Já o terceiro exame do calendário OAB 2020, o 18º exame de ordem unificado terá edital de abertura divulgado no dia 28 de Setembro de 2020, com inscrição prevista até o dia 8 de Outubro. Espera-se que a primeira e segunda fase do Exame da OAB ocorram respectivamente nos dias vinte e dois de Novembro e dez de Janeiro.


Inscrições OAB 2020

As inscrições para a prova da OAB devem ser feitas pela Internet, pelo site da OAB, nesse link. Não existe  opção para inscrição presencial, apenas por meio virtual, no site da Fundação Getúlio Vargas, que é a instituição que coordena as provas do Exame.

Os editais para inscrição na prova também podem ser consultados pelo portal da FGV, vem como informações de gabarito das provas e resultados dos aprovados pelo exame.


Quem pode participar da Prova da OAB

Quem é bacharel em curso de direito ou está cursando os últimos semestres com bacharelado precisa ficar atendo ao calendário OAB e aos editais. São admitidos para fazer a prova da OAB os seguintes grupos de pessoas:

  • Bacharéis de direito, que tenham concluído o curso em instituições de ensino superior que sejam credenciadas para o ensino do Direito;
  • Estudantes de direto no último ano do curso – isso é, cursando os dois últimos períodos do curso de bacharelado em Direito.

Como consultar o Calendário da OAB

O calendário da Ordem é divulgado todos os anos pela Fundação Getúlio Vargas, e pode ser acessado pelo endereço eletrônico da fundação, ou pelo número de telefone 0800 283 4628. A ligação é totalmente gratuita, e os horários de atendimento são de Segunda à Sexta, das 7h30 às 17h30.

CNA OAB 2020: Cadastro Nacional de Advogados

0
CNA OAB 2020
CNA OAB 2020

Todos os anos, milhares de bacharéis em direito fazem o exame da Ordem Nacional dos Advogados – OAB – em busca do registro profissional para exercer a profissão. Aqueles que são aprovados, recebem um número do Cadastro Nacional de Advogados, que é o vínculo definitivo do profissional com a carreira do direito.

Mas afinal: você sabe exatamente o que é o CNA OAB e para que ele também pode ser usado, ou mesmo com consultar esse número? Pois confira a seguir tudo sobre o Número do CNA OAB.

CNA OAB 2020
CNA OAB 2020

O que é CNA OAB

Como mencionado acima, o CNA é o número que comprova o registro profissional de qualquer advogado com a OAB. Esse número é absolutamente necessário para exercer a carreira de advogado, sendo expressamente proibido trabalhar com advocacia sem ter um registro profissional em dia.

Existem basicamente 3 tipos de Registro CNA OAB:

  • Registro CNA Advogados – É o número profissional que expressa o registro de um advogado com a OAB. Esse número comprova que o profissional foi aprovado pela Ordem dos Advogados do Brasil e está apto para representar judicialmente as partes envolvidas em questões jurídicas.
  • Registro CNA estagiário – É um número dado a estagiários da área do direito que futuramente vão ingressar na carreira da advocacia. Esse número é necessário, por exemplo, para fazer o estágio obrigatório de direito vinculados a cursos em Faculdades e Universidades;
  • Registro CNA Suplementar – É o registro de advogados que tenham como área de atuação mais de um Estado do Brasil. Como os registros da OAB são seccionados – isso é, um registro é vinculado a atuação em um determinado Estado do país, é necessário ter mais de um número de registro OAB CNA para se ter direito em outros Estados. Esses registros da OAB são chamados de CNA Suplementar.

Consultar o CNA Advogados

Uma das funções mais práticas do CNA para a população é a consulta por números da CNA de advogados em atuação. Isso é uma excelente medida para verificar se determinado profissional da advocacia é de fato um profissional vinculado à Ordem dos Advogados do Brasil. A consulta do CNA OAB pode ser feita diretamente no site oficial da Ordem, sendo necessário, para fazer a consulta, ter em mãos os seguintes dados:

  • Nome do profissional
  • Número da inscrição junto a OAB (CNA)
  • Estado de atuação (opcional)
  • Tipo de Registro (opcional)

Com esses dados é possível fazer uma consulta para saber se o profissional com a qual você deseja manter contato ou relações jurídicas é de fato vinculado ao órgão.

Essa medida, de disponibilizar a consulta pelo número de atuação dos advogados serve principalmente para coibir a atuação de profissionais em situação irregular, com números de registros suspensos ou mesmo Inscrição OAB fraudada.

Assim o cliente tem a certeza de que seu advogado é membro da Ordem e atende aos quesitos mínimos de conhecimento em direito e na Constituição Brasileira para atuação na carreira de direito, e representar seus clientes de maneira satisfatória.

Painel de Consulta Online

O painel para consulta online é muito simples, com interface bem intuitiva. Uma vez inseridos os dados mencionados acima, o usuário precisa informar um Captcha ou simplesmente marcar “não sou um robô”. Esse teste simples serve para evitar que sistemas automatizados roubem dados de membros da OAB.

Painel Consulta CNA OAB
Painel Consulta CNA OAB

Dúvidas sobre o CNA OAB 2020

Em caso de dúvidas sobre o CNA OAB 2020? Utilize os meios de contato indicados abaixo:

Inscrição OAB 2020: Datas, Calendário 2020

0
Inscrição OAB 2020
Inscrição OAB 2020

Todos os anos, a Ordem dos Advogados do Brasil realiza seu exame, famoso pelo alto índice de reprovações, que é o primeiro passo na vida profissional dos profissionais do Direito. O exame da OAB é realizado três vezes ao ano, em datas divulgadas através do Calendário OAB 2020, divulgado no início desse ano pela Fundação Getúlio Vargas.

O período de Inscrição OAB ocorre logo após divulgado o edital do exame, e dura em média 15 dias, É importante para os candidatos que desejam realizar o exame que não percam o período de inscrição.

Inscrição OAB 2020
Inscrição OAB 2020

Podem ser candidatar ao exame bacharéis de direito e estudantes do último ano do curso que estudem em instituições de ensino credenciadas pelo ministério da Educação junto à OAB. A inscrição OAB é feita pela internet, não havendo terminais de inscrição presencial.


Inscrição OAB 2020

Em 2020, os exames aplicados pela OAB serão 3. As datas desses exames foram divulgadas no início do ano pela fundação Getúlio Vargas, e envolvem:

  • Datas de lançamento dos editais;
  • Inscrição no exame OAB;
  • Datas da primeira e segunda fase da prova.

O primeiro exame do ano ocorreu entre Janeiro e Fevereiro. As datas de inscrição ocorreram, entre 23 de Janeiro e 5 de Fevereiro.  O segundo edital revê inscrições abertas em Junho desse ano. O período de inscrições para o 17º exame da OAB unificado foram entre 1 de Junho a 14 de Junho.

O último exame da OAB ocorrerá entre os meses de Setembro e Outubro. A data de divulgação prevista para o edital de abertura está prevista para o dia 28 de Setembro, e as inscrições para esse exame devem ocorrer entre 28 de Setembro e 8 de Outubro.


Provas OAB

A responsabilidade pelas provas da OAB recai sobre a fundação Getúlio Vargas, que monta as provas de direito da OAB e as divulga a partir de seu portal os editais das provas, juntamente com os dados necessários para fazer a inscrição. As inscrições do exame da Ordem ocorrem no mesmo portal, sendo exclusivas do ambiente virtual da Fundação Getúlio Vargas.

Após inscrito, o estudante precisa se preparar para o exame da ordem, que é dividido em duas fases:

  • A primeira fase do exame é uma prova objetiva que cobra conhecimentos sobre direito, e;
  • A segunda é uma prova prática profissional, em que o candidato expõe seus conhecimentos relativos à prática do Direito profissional, para mostrar que está apto para seguir na vida como advogado.

Caso o estudante seja reprovado no exame da Ordem, não terá direito a requerer a inscrição OAB e precisará refazer a prova, para tentar ser aprovado novamente. Uma vez aprovado, o segue-se o encaminhamento da sua inscrição na OAB.

Você deve apresentar os seguintes documentos:

  • Seu diploma de bacharel em direito;
  • Certidões negativas que comprovem que você não tem e nunca teve pendências legais com a Justiça;
  • Certidão de idoneidade fornecida por 3 outros advogados sem pendências com à Ordem;
  • Foto 3×4;
  • Documentos de Identidade;
  • Além de pagar uma taxa de inscrição na OAB.

Essa documentação pode variar, de acordo com seu Estado.


Valor das Inscrições da OAB 2020

Fique atento para os valores cobrados para o processo de inscrição OAB 2020 para não perder a sua inscrição.

  • Taxa para se inscrever na OAB: R$ 291,70
  • Emissão da carteirinha da OAB: R$ 291,70;
  • Emissão do cartão da OAB: R$ 80,75;
  • Anuidade da OAB: R$ 498,65.

Contato FGV

Em caso de dúvidas sobre o processo de inscrição OAB 2020, entre em contato através de um dos canais abaixo:

Fique atento para novas notícias das inscrições OAB 2020, adicione nosso site nos favoritos e acompanhe novas notícias.

Como saber o número do PIS 2020?

0
Como saber o número do PIS 2020
Como saber o número do PIS 2020

Muitos trabalhadores não tem sequer ideia de Como Saber o Número do PIS, por diversos motivos, entre eles não saberem mesmo ou por terem perdido. Alguns nem se interessam em Como Saber o Número do PIS, outros simplesmente não sabem onde encontrar o número. No entanto, para que os trabalhadores recebam e tenham informações sobre seus direitos trabalhistas é necessário portar o número de identificação do PIS.

O número do benefício se encontra em alguns documentos que trabalhadores nem imaginam, como por exemplo, a carteira de trabalho, no Cartão Cidadão e até mesmo no simples comprovante de inscrição. No Cartão Cidadão é muito fácil de identificar o número do PIS, basta o trabalhador analisar a face do cartão que verá o número.

Como saber o número do PIS 2020
Como saber o número do PIS 2019

O momento que bate mais desespero nos trabalhadores por não saberem seu PIS é na hora de receber a quantia que o benefício os oferece. Pois precisam saber o número da forma mais rápida possível, caso contrário, não irão receber.

O número do PIS 2019 é um número de identificação, assim como o número do NIT – conhecido como Número de Identificação do Trabalhador – que substituirá o PIS/PASEP. Caso os trabalhadores não possuam documentos como os citados anteriormente existem outras formas de encontrar este número.

Documentos que Contém o Número PIS/PASEP

Uma das maneiras mais utilizadas para o trabalhador descobrir seu número do PIS é se informando em qualquer agência da Caixa que seja próxima ao local que ele reside. Para descobrir o número, o trabalhador deve estar portando documentos pessoais básicos, como:

  • CPF
  • Carteira de identidade
  • Certidão de nascimento
  • Certidão de casamento
  • Carteira de trabalho e previdência social.

Isso é necessário para que o encarregado do trabalho possa consultar no sistema informações e dados do trabalhador e assim conferir se o mesmo realmente está cadastrado no programa.

🔌Fique Ligado: ⚡ Confira também como realizar seu cadastro PIS 2020

Como Saber o Número do PIS pela Internet?

Outra maneira que está se destacando no frequente uso dos trabalhadores que desejam descobrir o número de identificação PIS 2020 é pela internet. Os trabalhadores tem usado essa forma cada vez mais, pois promove comodidade e conforto para os funcionários. Para saber o número do PIS através da internet, o trabalhador precisará ter em mãos alguns documentos pessoais, como:

  • CPF e RG devem estar em mãos
  • Nome Completo
  • Data de Nascimento
  • Nome da Mãe

Com esses documentos e dados em mãos, os trabalhadores devem se direcionar ao site do DATAPREV, o qual permite a consulta do número do PIS através da internet, no seguinte endereço:

  • https://cnisnet.inss.gov.br/cnisinternet/faces/pages/index.xhtml;
  • Depois que o endereço abrir, o trabalhador deverá informar os dados exigidos. Não se esquecendo de respeitar de modo cuidadoso os dados de cada documento separado para a consulta do PIS através da internet.
  • Após isso, basta que o trabalhador revise bem os dados informados com a intuição de corrigir se houver algum erro e depois, ele confirme os termos de uso do site, selecionando a opção ‘Confirmar’.
  • Depois de confirmar os dados e os termos de uso, aparecerá na tela do monitor do trabalhador uma página com os dados informados e seu número do PIS. Confirme novamente as informações. É possível imprimir ou não a página, dependendo da necessidade e vontade do trabalhador.

Vale lembrar que o preenchimento completo é optativo. Mas é indicado que a primeira área de preenchimento seja completada pelo trabalhador.

Calendário PASEP 2020: Tabela PASEP 2020 Atualizada

0

Anualmente o Governo Federal junto ao Banco do Brasil divulga o calendário PASEP 2020 a fim de informar os contemplados as respectivas datas que seu benefício será liberado, por isso é importante ficar atento ao calendário PASEP 2020.

Calendário PASEP 2020
Calendário PASEP 2020: Datas de Pagamento da Tabela do PASEP

O que é PASEP

O PASEP – Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, é pago todos os anos aos trabalhadores com renda máxima de dois salários mínimos. O valor pago pelo benefício é até um salário mínimo.

O PASEP é um benefício pago aos trabalhadores públicos, que se equivale ao PIS, pago aos trabalhadores de iniciativa privada.

A agência responsável pelo pagamento do PASEP 2020 é o Banco do Brasil.

Calendário PASEP 2020

Houve uma alteração no calendário do PASEP referente ao pagamento do benefício, anteriormente o mesmo era pago a partir do mês de Julho até Dezembro. Mas, desde 2015 isso mudou, atualmente o benefício é pago entre os meses de Julho e Março, de acordo com as contas do Governo Federal.

O pagamento do PASEP é determinado de acordo com o último número do benefício. Abaixo você pode conferir a tabela e entender melhor:

TABELA PASEP 2019/2020 Banco do Brasil (ATUALIZADA)
Calendário de pagamento PASEP 2020 em agências do BB
Final do PASEP: Podem Sacar em: Podem sacar até:
0 25/07/2019 30/06/2020
1 15/08/2019 30/06/2020
2 19/09/2019 30/06/2020
3 17/10/2019 30/06/2020
4 12/11/2019 30/06/2020
5 16/01/2020 30/06/2020
6 e 7 23/02/2020 30/06/2020
8 e 9 19/03/2020 30/06/2020

Quem tem direito?

O PASEP 2020 é mais um benefício do Governo Federal que contempla o servidor público brasileiro, o mesmo visa beneficiar com um salário mínimo os servidores públicos que atenderem anualmente todos os requisitos de participação do programa.

Assim como o PIS 2020, o PASEP é um benefício exclusivo do servidor público, somente está categoria recebe o benefício, desde que atenda aos requisitos estabelecidos pelo o programa a seguir:

  • Receber renda mensal per capita de até 02 salários mínimos;
  • 5 anos cadastrado no PASEP;
  • Ser servidor público;
  • Ter trabalhador no ano anterior ao vigente, pelo menos 30 dias de carteira assinada.
  • Informações atualizadas no RAIS – Relação Anual de Informações Socioeconômicas.

Todos os servidores públicos que atenderem anualmente os requisitos descritos acima, são contemplados com o programa PASEP.

Cadastro PASEP

O cadastro do trabalhador no PASEP é feito pelo empregador. É sua obrigação entregar formulários com os dados dos seus servidores.

O primeiro passo é emitir uma carta solicitando o cadastro e entregar em uma agência do Banco do Brasil. Nesta carta devem contar alguns dados:

  • Número do CNPJ;
  • Nome da razão social;
  • Informações importantes sobre a empresa como endereço, número, CEP e telefone;
  • Data do início das atividades de trabalho.

Valor do PASEP 2020

O valor do PASEP é pago de acordo com o tempo de serviço do trabalhador no ano anterior. Confira como é feito o cálculo:

  • Pegue o número de meses trabalhados no ano anterior;
  • Multiplique por 1/12 do valor do salário mínimo atual.
Meses trabalhados (dias) Valor Abono
1 (30 a 44) R$ 83,00
2 (45 a 74) R$ 166,00
3 (75 a 104) R$ 249,00
4 (105 a 134) R$ 332,00
5 (135 a 164) R$ 415,00
6 (165 a 194) R$ 498,00
7 (195 a 224) R$ 581,00
8 (225 a 254) R$ 664,00
9 (255 a 284) R$ 747,00
10 (285 a 314) R$ 830,00
11 (315 a 344) R$ 913,00
12 (345 a 365) R$ 998,00

Consulta PASEP 2020

Totalmente diferente do PIS, o PASEP é administrado pelo o Banco do Brasil (www.bb.com.br), onde no próprio portal é possível obter informações e consultar o programa. Se preferir pode comparecer a uma agencia do BB mais próxima a sua residência e realizar a consulta PASEP, através do telefone de atendimento BB também é possível obter informações.

Consulta Online

A consulta online dá acesso a diversas informações do PASEP, confira como faze-la abaixo:

  • Entre no site do CNIS, clicando aqui;
  • Selecione a opção “Cidadão”;
  • Na aba superior, clique em “Inscrição”;
  • Em seguida em “filiado”;
  • Informe todos os dados exigidos;
  • Digite o texto da imagem;
  • Clique em “Continuar”.

Consulta pelo Telefone

Você também pode consultar informações sobre o benefício pelos seguintes telefones:

  • 4004 0001;
  • 0800 729 0001.

Para facilitar o atendimento esteja com seu número do PASEP e documentos pessoais em mãos.

Diferenças entre o PIS e o PASEP

É importante ficar claro que o PIS e o PASEP não são o mesmo benefício, eles possuem poucas diferenças, mas elas existem. Entenda:

  • O PIS é um benefício destinado a servidores de empresas privadas, pago pela Caixa Econômica Federal;
  • O PASEP é destinado a trabalhadores de empresas públicas, sendo pago pelo Banco do Brasil.

Consulta Número do PASEP

Se você não sabe o número do seu PASEP, pode consulta-lo tanto na carteira de trabalho, como no Cartão Cidadão. Mas, se você não possui nenhum desses documentos veja abaixo outra maneira de consulta:

  • Entre no seguinte site: https://meu.inss.gov.br/central/#/extrato
  • Na parte superior do menu, selecione “inscrição”;
  • Em seguida, clique em “filiado”;
  • Informe todos dados exigidos;
  • Informe o texto da imagem;
  • Por fim, clique em “Continuar.”

Como Sacar o PASEP 2020?

O PASEP 2020 é administrado exclusivamente pelo o Banco do Brasil, sendo possível realizar o saque somente pelo o mesmo, portanto o contemplado deve comparecer a agencia mais próxima do BB, com os seus documentos pessoais e o número do PASEP, assim, é só solicitar o saque do beneficio.

O pagamento do benefício pode ser sacado de duas maneiras confira a seguir:

  • É possível realizar o saque em qualquer agencia do banco do Brasil em área de atendimento pessoal. Para isso, é importante portar seu documento com identificação com foto.
  • Vínculo empregatício que tenha convenio com o Banco do Brasil, podem optar em receber o beneficio diretamente em folha de pagamento.

Muitos trabalhadores não sabem, mas o PASEP não é um beneficio acumulativo, ou seja, se não for sacado durante o período de vigência, que deve ser acompanhado através do Calendário PASEP 2020, não poderá ser retirado depois.

O beneficiário perde o direito ao saque e o valor que não for sacado segue para o FAT, fundo de amparo ao trabalhador, de modo que a verba é revertida no pagamento do seguro desemprego e no pagamento do salário do funcionário publico.

Sendo assim, no próximo ano sendo contemplado com o beneficio o servidor publico receberá apenas um PASEP, atente-se aos prazos de pagamento do PASEP 2020 para que você não perca a oportunidade de realizar o saque do beneficio.

PIS 2020: Calendário, Pagamento e Consulta PIS

0
PIS 2020
PIS 2020

O programa PIS 2020 é um dos benefícios sociais mais importantes do Governo Federal destinado ao trabalhador brasileiro. O Abono Salarial Caixa é muito conhecido também como abono salarial, ele é pago anualmente e todo o cidadão brasileiro que se enquadra nos requisitos de recebimento do programa, o benefício é administrado pela a Caixa Econômica Federal, banco responsável em repassar é administrar toda a verba, durante o Calendário PIS 2020.

PIS 2020
PIS 2020

Quem tem direito ao PIS?

A Sigla PIS significa Programa de Integração Social é um benefício pago anualmente pelo o Governo Federal, o mesmo é pago somente para as pessoas que se enquadram nos requisitos de recebimento do programa, para sacar o PIS é necessário que o trabalhador seja registrado em empresa privada.

Novas regras do PIS

Para receber o PIS 2020, esse ano é preciso que o trabalhador brasileiro e enquadre em alguns requisitos mínimos dos programas, conheça os mesmos.

  • Ter trabalhado no mínimo 5 anos cadastrado no programa PIS;
  • Receber mensalmente renda per capita de até 2 salários mínimos;
  • Estar em dia com o ministério do trabalho;
  • Ter todos os seus dados atualizados com o RAIS – Relação Anual de Informações Sociais;
  • Ter trabalhado no mínimo 30 dias de carteira assinada no ano anterior ao de vigência do benefício.

Quem não pode receber o PIS?

Com as novas regras do PIS estabelecidas, alguns trabalhadores não poderão receber o benefício. Confira quem são eles:

  • Empregados domésticos;
  • Trabalhadores que realizam trabalhos para Pessoa Física;
  • Trabalhadores que ainda não possuem os 5 anos de cadastro no PIS;
  • Diretores de empresas sem vínculo empregatício, mesmo que contribua com o FGTS;
  • Funcionários do programa programa Jovem Aprendiz.

Atenção: O PIS é pago somente para os trabalhadores do setor privado. Para os servidores públicos, é pago outro benefício, conhecido como PASEP 2020, que tem regras semelhantes, mas é pago pelo Banco do brasil.

Consulta PIS 2020

A Caixa Econômica Federal oferece ao trabalhador diversas maneiras de realizar a consulta do seu benefício. Abaixo você poderá conhecer todas elas e como consultar sobre o PIS:

Consulta PIS pela Internet

O PIS pode ser consultado de forma online, através da plataforma da Caixa Econômica Federal, siga os passos abaixo para consultar:

O cadastro da senha pode ser feito clicando no botão “cadastrar senha”, caso você ainda não possua.

Consulta PIS por Telefone

Outra forma de consultar é através do telefone, ligando para o serviço de atendimento da Caixa. O número para contato é 0800 726 0207. A ligação é gratuita. Pode ser feita de segunda à sexta, das 08h às 22h, e aos sábados, das 10h às 16h.

Consulta PIS pelo Caixa Eletrônico

A última opção é se dirigir a uma agência Caixa e consultar de forma presencial em um caixa eletrônico. O procedimento também é bastante simples, você apenas precisará ter em mãos o seu cartão cidadão e senha cadastrada.

Aplicativo Caixa Trabalhador

O avanço da tecnologia veio para facilitar a vida de todos, e o Aplicativo Caixa Trabalhador é mais um dos benefícios. Ao fazer o download do APP no seu smartphone você terá acesso a diversas informações, como:

  • Valor e regras do Seguro-desemprego;
  • Regras, valores e consultas ao PIS;
  • Valor, cadastro e calendário do Bolsa Família;
  • Calendário de outros benefícios.

Valor do PIS 2020

O valor do PIS é pago de acordo com o tempo de serviço do trabalhador no ano base. Sendo utilizado como base o valor do salário mínimo nacional do ano.

Para saber o cálculo do PIS, o valor deve ser multiplicado por 1/12 do valor do mínimo nacional. Confira a tabela do PIS 2020 abaixo:

Meses trabalhados (dias) Valor Abono
Para mais detalhes, clique aqui.
1 (30 a 44) R$ 84,00
2 (45 a 74) R$ 167,00
3 (75 a 104) R$ 250,00
4 (105 a 134) R$ 333,00
5 (135 a 164) R$ 416,00
6 (165 a 194) R$ 499,00
7 (195 a 224) R$ 583,00
8 (225 a 254) R$ 666,00
9 (255 a 284) R$ 749,00
10 (285 a 314) R$ 832,00
11 (315 a 344) R$ 915,00
12 (345 a 365) R$ 998,00

Calendário PIS 2020

O calendário PIS 2020 é divulgado anualmente pelo o Governo Federal, o mesmo serve para direcionar o contribuinte a respeito do prazo de saque do benefício, a tabela segue uma ordem de pagamento, é importante que realize o saque do benefício no prazo para que não se perca o direito ao saque, o PIS não é um benefício acumulativo, ou seja, caso você não saque não receberá no próximo ano dois abono salarial caixa.

Atualmente os trabalhadores sofreram alguns transtornos enquanto as datas de saques, isto porque antes o benefício era pago de acordo com o mês de nascimento de cada contemplado, com a crise econômica que o Brasil enfrentou os pagamentos sofreram atrasos é o principal prejudicado, foi o trabalhador que estava contado com o dinheiro dentro do mês de costume.

Fique atento (a) ao calendário de pagamento a seguir:

Tabela PIS 2020

Veja quando sacar o seu abono salarial
Lista de datas de pagamento do PIS 2020
Aniversário Pode Sacar em: Até:
Julho 25/07/2019 30/06/2020
Agosto 15/08/2019 30/06/2020
Setembro 19/09/2019 30/06/2020
Outubro 17/10/2019 30/06/2020
Novembro 14/11/2019 30/06/2020
Dezembro 12/12/2019 30/06/2020
Janeiro e Fevereiro 16/01/2020 30/06/2020
Março e Abril 13/02/2020 30/06/2020
Maio e Junho 19/03/2020 30/06/2020

Como Sacar o PIS 2020

O benefício PIS 2020 é um dos benefícios administrados pela a Caixa Econômica Federal, banco responsável em administrar os benefícios sociais, sendo assim somente nas agências da Caixa ou em qualquer casa lotérica conveniada você consegue realizar o saque, para isto basta apenas que você esteja portando o seu documento original de identificação com foto e o cartão cidadão.

Ser você não tem o cartão cidadão só poderá sacar o benefício em uma agencia da Caixa, aproveite o momento é solicite o seu cartão cidadão, com ele fica mais fácil para que você consulte saldo, estrato e saque o PIS é diversos outros benefícios sociais que estão vinculados ao Governo Federal, tais como:

Para solicitar o cartão cidadão esteja portando todos os seus documentos pessoais, carteira de trabalho e comprovante de residência.


Não recebi o PIS, o que fazer?

Se você não recebeu o PIS, provavelmente ocorreu algum erro com seu benefício, o que é bastante comum. Entre os maires problemas que dificultam o acesso ao PIS 2020, estão:

  • RAIS não informada: Caso a sua RAIS não tenha sido informada, será preciso contatar o RH da sua empresa e solicitar o envio da retificação. Logo após a inclusão dos dados, você receberá o PIS.
  • Décimo Terceiro Salário: O erro que mais acontece é a inclusão do 13º salário como remuneração mensal. Segundo o Manual de informações da RAIS, o décimo terceiro salário não deve ser informado como remuneração
  • Erros de Digitação: Caso haja um erro de digitação no momento de preenchimento da RAIS, será necessário revisar o cadastro e fazer a correção.

Diferença de PIS, PASEP e Abono Salarial

Esses três programas tem muito em comum, no entanto, não são o mesmo. Confira abaixo quais são as diferenças entre eles:

  • PASEP: O PASEP – Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, é um benefício pago aos trabalhadores do setor público;
  • PIS: O PIS – Programa de Integração Social possui a mesma função do PIS, no entanto, é pago a trabalhadores do setor privado;
  • Abono Salarial: O Abono Salarial está ligado diretamente ao trabalhador, com base na Lei 13.134/15.